Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Viajar porque sim

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Qua | 20.05.20

Roteiro de fim-de-semana: dois dias no Porto / Weekend itinerary: two days in Porto

 

A nossa cidade invicta está cada vez mais bonita e surpreendente. Sempre que a visito descubro algo que ainda não tinha visto, e mesmo assim ainda fica muito por ver. É por isso que vos proponho um roteiro para conhecerem (ou revisitarem, porque não?) o essencial da acolhedora e multifacetada cidade do Porto.

Our Undefeated City is growing more and more beautiful and surprising. Every time I go there, I discover something that I had not yet seen and, even so, much more remains yet to be discovered. This is the reason why I am now suggesting you an itinerary to visit (or revisit, why not?) the highlights of the welcoming and many-faceted city of Porto.

 

Dia 1 / Day 1

 

Vamos começar o primeiro dia bem cedo no coração da cidade, onde muitos portuenses festejam a passagem de ano e outros acontecimentos: a Avenida dos Aliados. No topo desta avenida erguem-se os lindíssimos Paços do Concelho. Sabiam que este icónico edifício começou a ser construído em 1920 mas só foi terminado em 1955? A soberba torre central tem 70 metros de altura e um relógio de carrilhão, e à frente do edifício há uma imponente estátua de bronze de Almeida Garrett, ali colocada em 1954 para comemorar o centenário da morte deste escritor portuense. Todo o conjunto arquitectónico da avenida é magnífico e continua bem preservado, apesar de grande parte dos seus edifícios mais emblemáticos estarem agora ocupados por negócios triviais.

We will start this first day early at the very heart of the city, where many Porto dwellers celebrate New Year’s Eve and other events: Avenida dos Aliados. At the top of this avenue, we can see the beautiful City Hall. Did you know that the construction of this iconic building began in 1920 but only ended in 1955? The splendid central tower is 70 metres high and has a carillon clock, and in front of the building there is an impressive bronze statue of Almeida Garrett, which was placed there in 1954 to celebrate the centenary of the death of this famous writer born in Porto. The whole architectural ensemble of this avenue is magnificent and still well preserved, although the vast majority of its most striking buildings are now occupied with everyday businesses.

Paços do Concelho

Avenida dos Aliados

Avenida dos Aliados

Ao fundo da avenida, já na Praça da Liberdade, não há como resistir a parar na Arcádia para comprar os famosos chocolates (fabricados artesanalmente desde 1933), ou beber um café acompanhado de um dos seus variados e deliciosos quindins ou outra gulodice no género. Afinal de contas, há que providenciar energia para os vários quilómetros que vão ser percorridos – a pé! – durante este dia.

At the end of the avenue, at Praça da Liberdade, we cannot resist stopping at the coffee shop Arcádia to buy their famous chocolates (produced in an artisanal way since 1933), or drink a coffee accompanied by one of their varied and delicious “quindins” or a similar treat. After all, we must gain energy for the several kilometres that we are going to walk today.

Arcádia

Viramos à direita e subimos até à Igreja dos Clérigos, a obra de Nicolau Nasoni que é o ex-libris do Porto. Visita imprescindível, embora seja necessário “trepar” 225 degraus em espiral para chegar ao topo, pois é do alto dos 75 metros da sua torre de granito escuro que temos uma vista ímpar de 360 graus sobre a cidade em toda a sua extensão. A torre abriga o Museu da Irmandade dos Clérigos (a visita está incluída no bilhete), cujo diversificado património de arte religiosa remonta ao século XIII, e dá-nos também a possibilidade de ver a partir de um plano mais elevado o interior da harmoniosa igreja barroca, onde predominam o mármore rosa e a talha dourada.

We turn right and head up to Clérigos church, designed by Nicolau Nasoni and symbol of Porto. This is a must-see, although it will be necessary to climb the 225 steps of a spiral staircase to reach the top, since it is from its 75-metre-high tower of dark granite that we are rewarded with a unique 360-degree view over the whole length of the city. This tower is home to the Museum of the Brotherhood of Clérigos (the visit is included in the ticket price), which holds a diversified legacy of religious works of art dating back to the 13th century, and it also gives us the possibility of seeing from a high viewpoint the inside of the harmonious Baroque church, where pink marble and gilded wood are predominant.

2 Torre dos Clérigos

3 Igreja dos Clérigos

Torre dos Clérigos
http://www.torredosclerigos.pt/pt/
R. de São Filipe de Nery, 4050-546 Porto
Horário/Opening hours: 9h-19h (o horário difere nos dias 24, 25 e 31 Dezembro e no dia 1 Janeiro  |  different times on 24th, 25th and 31st December and on 1st January )
Informações/Information: telefone/telephone 220 145 489  email: info@torredosclerigos.pt 

 

Do outro lado da Praça de Lisboa há mais uma visita obrigatória: a Livraria Lello. Aqui temos de nos munir de muita paciência para enfrentarmos não uma, mas duas filas. A primeira é para comprar os bilhetes, numa loja ao lado, onde também estão os cacifos para guardar mochilas e sacos grandes (trancam com moeda, que é depois devolvida), que não são permitidos no interior da livraria. Bilhete na mão, há que esperar noutra fila até sermos autorizados a entrar, e a duração desta espera vai obviamente depender da afluência. Que é sempre muita, note-se. Longe vai o tempo em que a Lello era “simplesmente” uma maravilhosa livraria conhecida pela sua fachada neogótica e interiores revoluteantes em estilo Arte Nova, onde se inclui a famosa escadaria de madeira com os degraus revestidos a vermelho. Ainda assim, apesar de sempre a abarrotar de visitantes, continua a ter uma atmosfera especial, com as suas paredes totalmente forradas de livros e a luz filtrada pelo singular tecto em vitral.

On the opposite side of Praça de Lisboa, another must-see building: Lello Bookstore. Here, we must be very patient to face not one, but two queues. The first one is for buying tickets, at a shop located next door, where we also have lockers to leave backpacks and large bags (they are locked with a coin, which is returned at the end), items that are not permitted inside the bookstore. Once in possession of tickets, we will have to wait in another queue until we are authorised to enter the store and the duration of this wait will obviously depend on the number of people - which is always large. Gone are the days when Lello was “simply” a wonderful bookstore known for its Neogothic façade and whimsical Art Nouveau interiors, which include the famous wooden staircase with red-carpeted steps. Even so, although always bursting with visitors, it still maintains a special atmosphere, with its walls totally lined with books and its unique stained glass ceiling.

4 Livraria Lello

5 Livraria Lello

6 Livraria Lello

Livraria Lello  /  Lello Bookstore
https://www.livrarialello.pt/pt-pt/
Rua das Carmelitas 144, 4050-161 Porto
Horário/Opening hours: 9h30-19h (o horário difere nos dias 24 e 31 Dezembro; encerrada: 1 Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 Maio, 24 Junho e 25 Dezembro  |  9.30 am-7 pm (different times on 24th and 31st December; closed: 1st January, Easter Sunday, 1st May, 24th June and 25th December)
Informações/Information: telefone/telephone 222 002 037  email: info@livrarialello.pt

 

Virando a esquina estamos na Praça de Gomes Teixeira, com a Fonte dos Leões ao centro, o edifício Art Deco dos Armazéns Cunhas, e as interessantes igrejas gémeas dos Carmelitas Descalços e do Carmo, com a lateral desta segunda igreja revestida com um painel de azulejos em azul e branco.

Turning the corner, we are at Praça de Gomes Teixeira, with the Lion Fountain in the middle, the Art Deco building of the store Cunhas, and the curious twin churches of Carmelitas Descalços and Carmo, the side wall of this second church totally covered with blue and white tiles.

Armazéns Cunhas

Igrejas gémeas dos Carmelitas Descalços e do Carmo

Voltamos aos Clérigos e continuamos a descer até à Rua das Flores, uma das ruas mais representativas do Porto, em tempos habitada pela aristocracia urbana da cidade, à qual se devem belos edifícios como a Casa dos Cunha Pimentel (números 2 a 12), a Casa dos Maias (números 21 a 39), a Casa dos Sousa e Silva (números 79 a 83), ou a Casa dos Constantinos (número 139).

We go back to Clérigos and down to Rua das Flores, one of the most iconic streets of Porto, once inhabited by the urban aristocracy, whom we have to thank for beautiful buildings such as Cunha Pimentel House (numbers 2 to 12), Maias House (numbers 21 to 39), Sousa e Silva House (numbers 79 to 83), or Constantinos House (number 139). 

7 Rua das Flores

É também nesta rua que encontramos a Igreja e Museu da Misericórdia, a nossa próxima paragem. Apesar da fachada barroca (também da autoria de Nasoni), o interior da igreja é mais “leve” do que o esperado, com as suas paredes revestidas a azulejo, as madeiras pintadas de branco com apontamentos em talha dourada, e os seus dois lustres compactos e luminosos. O Museu tem um acervo formidável que, ao contrário do que se poderia esperar, não é só de arte sacra. As várias colecções estão bem organizadas no espaço expositivo, o que faz com que a visita não se torne maçuda.

It is also on this street that we find the Church and Museum of Misericórdia, our next stop. Despite its Baroque façade (also designed by Nasoni), the interior of the church is much “lighter” than expected, with its tile-covered walls, white-painted woods with gilded woodcarving details and two compact, bright chandeliers. The Museum has a superb collection which, unlike what we would expect, does not only consist of sacred art items. Its various collections are well organised in the exhibition rooms, thus our visit to this Museum is never boring.

Igreja da Misericórdia

8 Igreja da Misericórdia

Museu e Igreja da Misericórdia do Porto  /  Museum and Church of Misericórdia of Porto
http://www.mmipo.pt/pt-pt/
Rua das Flores 15, 4050-265 Porto
Horário/Opening hours: Verão (1 Abril a 30 Setembro) 10h-18h30 / Inverno (1 Outubro a 31 Março) 10h-17h30 (encerrado: 1 Janeiro, 24 e 25 Dezembro  |  Summer (1st April to 30th September) 10 am-6.30 pm / Winter (1st October to 31st March) 10 am-5.30 pm (closed: 1st January, 24th and 25th December)
Informações/Information: telefone/telephone 220 906 960  email: geral@mmipo.scmp.pt

 

A Rua das Flores desemboca no Largo de São Domingos, em frente ao Palácio das Artes. Descendo pela Rua Ferreira Borges encontramos do lado esquerdo o Mercado com o mesmo nome, construção inconfundível em ferro fundido pintado de vermelho, que data de finais do século XIX e funciona actualmente como local de espectáculos. Do lado direito, já na Praça do Infante, o Palácio da Bolsa. Neste também emblemático edifício do Porto (não tanto pelo seu exterior mas sobretudo pelos interiores), as visitas são guiadas e há que ir à bilheteira marcar previamente a hora de entrada. O tempo de espera será certamente suficiente para visitar a famosa Igreja de São Francisco, que fica mesmo ao lado e é mais um exemplar sui generis da arquitectura religiosa da cidade. A fachada é gótica com alguns acrescentos barrocos, mas é o interior da igreja do convento que verdadeiramente nos impressiona: paredes, tectos, colunas, retábulos, tudo está completamente revestido de talha dourada – segundo consta, terão sido usados 400 quilos de ouro na decoração deste monumento nacional.

Rua das Flores leads to Largo de São Domingos in front of Palácio das Artes. Going down Rua Ferreira Borges, we see on our left the Market which bears the same name, an unmistakable building made of wrought iron painted in red, which dates back to the end of the 19th century and is currently a concert hall. On the right, when we reach Praça do Infante, we find Palácio da Bolsa. In this also iconic building of Porto (not as much for its exterior but rather due to its interiors), tours are guided and it is necessary to previously book our visiting time at the ticket office. The subsequent waiting time will certainly be sufficient to visit the famous Church of Saint Francis, which stands right next to the palace and is a one-of-a-kind example of religious architecture in the city. It has a Gothic façade with some additional Baroque details, but it is the inside of the convent’s church that is truly impressive: walls, ceilings, columns, altar pieces, everything is completely covered with gilded woodcarvings – reportedly, 400 kg of gold were used in the decoration of this national monument.

Igreja São Francisco

Igrejas e Museu São Francisco do Porto  /  Churches and Museum of Saint Francis of Porto
http://ordemsaofrancisco.pt/igrejamuseu/
Rua do Infante Dom Henrique, 4050-297 Porto
Horário/Opening hours: Novembro a Fevereiro 9h-17h30 / Março a Junho e Outubro 9h-19h / Julho a Setembro 9h-20h  |  November to February 9 am-5.30 pm / March to June and October 9 am-7 pm / July to September 9 am-8 pm
Informações/Information: telefone/telephone 222 062 125  email: museu@ordemsaofrancisco.pt

 

Voltamos ao Palácio da Bolsa. É um edifício de estilo neoclássico, que pertence à Associação Comercial do Porto e cuja construção se iniciou em 1842 mas só ficou totalmente concluída em 1909. A decoração das várias salas e espaços de circulação no seu interior decorreu ao longo de cinquenta anos, e tudo foi concebido para impressionar quem visita a instituição – começando pela entrada, o Pátio das Nações, com a sua magnificente cúpula em ferro e vidro, e terminando no Salão Árabe, a sala mais fabulosa do Palácio (inspirada no Alhambra), uma maravilha onde foram utilizados quase vinte quilos de ouro e que demorou 18 anos a concretizar. A visita guiada demora cerca de 45 minutos.

We go back to Palácio da Bolsa. It is a Neoclassical building that belongs to the Merchant Association of Porto; its construction began in 1842 but was only totally concluded in 1909. The decoration of its various rooms and corridors took 50 years and everything was conceived to impress those who visit – from the lobby, the Hall of Nations, with its magnificent dome made of iron and glass, to the Arab Room, the most fabulous room of the palace (inspired by the Alhambra), a wonder where almost 20 kg of gold were used and that took 18 years to accomplish. This guided tour takes about 45 minutes.

Palácio da Bolsa

Palácio da Bolsa

Palácio da Bolsa

Palácio da Bolsa

Palácio da Bolsa - Salão Árabe

9 Palácio da Bolsa

Palácio da Bolsa
https://palaciodabolsa.com/
Rua Ferreira Borges, 4050-253 Porto
Horário/Opening hours: Novembro a Março 9h-13h e 14h-17h30 / Abril a Outubro 9h-18h30  |  November to March 9 am-1 pm and 2 pm-5.30 pm / April to October 9 am-6.30 pm
Informações/Information: telefone/telephone 223 399 013  email: turismo@cciporto.pt

 

O que sobrar do dia vamos passá-lo nas margens do Douro. Descemos à Ribeira, com as suas casas recuperadas e pintadas de cores garridas e sempre fervilhante de gente. Atravessamos o rio pelo tabuleiro inferior da Ponte Luiz I e continuamos pelo Cais de Gaia, observando as gaivotas e o movimento dos barcos rabelo, hoje em dia atarefados a passear turistas ou ancorados para fins decorativos, espreitamos na Rua Dom Afonso III o “Coelho” de Bordalo II, e finalmente instalamo-nos numa esplanada para descansar, enquanto tomamos um aperitivo e vemos o sol a pôr-se para os lados da Foz.

The rest of our day will be spent on the banks of the Douro River. We stroll down to Ribeira, with its refurbished houses, painted in vivid colours, always bustling with people. We cross the river via the lower deck of the Luiz I Bridge and follow along Cais de Gaia, watching seagulls and the typical “rabelo” boats passing by, nowadays busy taking tourists or moored for decorative purposes, then we have a look to see the “Rabbit” sculpture of Bordalo II at Rua Dom Afonso III, and finally we stop at an open-air terrace to rest, while we enjoy an aperitif and watch the sun set on the horizon behind Foz.

9 Ribeira

10 Porto visto do Cais de Gaia

12 Coelho de Bordalo II

Cais de Gaia

Uma última nota: é possível comprar, em qualquer das instituições, um bilhete único para visitar os Clérigos, o Museu da Misericórdia e o Palácio da Bolsa. Fica bem mais barato do que comprar os ingressos em separado, e não é obrigatório que as visitas sejam todas no mesmo dia.
One last note: it is possible to buy, at any of these attractions, a joint ticket to visit Clérigos, the Museum of Misericórdia and Palácio da Bolsa. It is much cheaper than buying all three tickets separately and we are not obliged to visit them all in the same day.

 

 

Dia 2 / Day 2

 

Passear pelo Porto implica uma boa dose de subidas e descidas. Se no primeiro dia o percurso foi sobretudo a descer, hoje começamos em sentido inverso. Partindo da Ribeira, vamos subir até à Batalha. Mas não fiquem já preocupados, que não vamos pela escadaria íngreme que liga estes dois pontos: o Funicular dos Guindais está à nossa disposição. Projectado em 1891 por Raul Mesnier, foi encerrado ao fim de apenas dois anos após um acidente e não voltou a funcionar durante mais de um século. Recomeçou a operar em 2004 sob gestão do Metro do Porto, depois de totalmente reformulado, e apesar de a viagem só durar uns curtos minutos, vale muito a pena. A subida lenta da carruagem acompanha um troço da Muralha Fernandina, com vista directa para a Ponte Luiz I, e entra depois num túnel para nos deixar junto à Rua Saraiva de Carvalho.

Walking in Porto means a great deal of ascents and descents. Although our first day’s stroll was essentially downhill, we will begin this second day in the opposite direction. Starting from Ribeira, we are going up to Batalha. But you need not worry for now, because we will not climb the steep staircase which connects these two spots: the Guindais funicular is at our service. Designed in 1891 by Raul Mesnier, it was shut down just two years later, due to an accident that occurred, and did not function again for over a century. Its operation was resumed in 2004 under the management of Porto Metro, once totally refurbished, and although the trip only takes a few minutes it is well worth doing. The slow ascent of the carriage follows along a section of the Ferdinand Wall (“Muralha Fernandina”) with direct views to Luiz I Bridge, and then enters a tunnel to finally leave us at Rua Saraiva de Carvalho.

Funicular dos Guindais

Seguimos até à Avenida Vimara Peres, que dá acesso ao tabuleiro superior da ponte – onde apenas podem transitar peões, bicicletas e as composições do Metro. Daqui temos novas perspectivas sobre a cidade, os telhados a formarem uma manta de retalhos declinada em tons alaranjados, alguns barcos de cores vivas destacando-se no cinza pardo das águas do Douro.

We proceed by foot to Avenida Vimara Peres, from where we access the upper deck of the bridge – which can only be crossed by pedestrians, bicycles and the Metro trains. From here we are offered different perspectives over the city, its rooftops forming a quilted blanket in shades of orange, with a handful of bright-coloured boats standing out on the bleak grey waters of the Douro River.

13 Porto visto da ponte

14 Porto visto da ponte

No final da ponte já estamos em território de Gaia. Passamos o terminal do teleférico e o Jardim do Morro e subimos pelo acesso ao Mosteiro do Pilar, outro miradouro com vistas privilegiadas para o Porto. O complexo do Mosteiro foi construído no século XVI e é mais um monumento religioso único no género, com a sua igreja e claustro circulares, concebido no estilo maneirista.

At the end of the bridge we enter the territory of the town of Gaia. We pass by the cable car terminal and Morro Garden and climb the street leading to Pilar Monastery, another privileged viewpoint over Porto. The Monastery complex was built in the 16th century and it is another one-of-a-kind religious monument, with its circular church and cloister, designed in the Mannerist style.

15 Mosteiro da Serra do Pilar

Mosteiro da Serra do Pilar  /  Monastery of Serra do Pilar
https://www.culturanorte.pt/pt/patrimonio/mosteiro-da-serra-do-pilar/
Largo de Aviz, 4430-329 Vila Nova de Gaia, Porto
Horário/Opening hours: de terça-feira a domingo - Verão (1 Abril a 30 Setembro) 10h-18h30 / Inverno (1 Outubro a 31 Março) 10h-17h30 (encerrado: feriados e 2º fim-de-semana de cada mês)  |  Tuesday to Sunday - Summer (1st April to 30th September) 10 am-6.30 pm / Winter (1st October to 31st March) 10 am-5.30 pm (closed: public holidays and 2nd weekend of each month)
Informações/Information: telefone/telephone 220 142 425  email: patrimonioanorte@culturanorte.gov.pt

16 Porto visto da Serra do Pilar

Voltamos pelo mesmo caminho para depois continuar até à Sé Catedral, um dos monumentos com origens mais remotas do nosso país. A construção original data do século XII e apesar das sucessivas alterações de que foi alvo ao longo dos séculos ainda hoje se notam os traços do seu estilo românico primário e o seu carácter robusto, quase bélico. No interior, a abóbada da nave é suportada por arcobotantes imponentes, que contrastam com a profusão de elementos em talha dourada do altar-mor e das capelas, e as galerias do claustro gótico estão cobertas de painéis de azulejos pintados em azul e branco, alguns com cenas religiosas.

We return the same way and then head to the Cathedral, one of the oldest monuments in our country. The original building dates back to the 12th century and despite the successive alterations carried out over the centuries, today we are still able to see some features that reveal its earlier Romanesque style and its robust, almost military character. Inside the Cathedral, the nave’s dome is supported by impressive flying buttresses, which contrast with the plethora of gilded woodcarvings of the high altar and chapels, and the galleries of its Gothic cloister are lined with panels of tiles decorated in white and blue, some of them portraying religious scenes.

17 Sé Catedral

Sé Catedral do Porto  /  Porto Cathedral
https://www.culturanorte.pt/pt/patrimonio/se-do-porto/
Terreiro da Sé, 4050-573 Porto
Horário/Opening hours: de terça-feira a domingo - Verão (Abril a Outubro) 9h-12h30 e 14h30-19h (claustro: 9h-18h30) / Inverno (Novembro a Março) 9h-12h30 e 14h30-18h30 (claustro: 9h-12h15 e 14h30-17h30) (encerrado: domingos e festividades religiosas, incluindo Natal e Páscoa)  |  Tuesday to Sunday - Summer (April to October) 9 am-12.30 pm and 2.30 pm-7 pm (cloister: 9 am-6.30 pm) / Winter (November to March) 9 am-12.30 pm and 2.30 pm-6.30 pm (cloister: 9 am-12.15 pm and 2.30 pm-5.30 pm) (closed: Sundays and religious festivities, including Christmas and Easter)
Informações/Information: telefones/telephones 226 197 080 e/and 222 059 028  email: geral@culturanorte.gov.pt

 

Um pouco acima da Sé encontra-se Estação Ferroviária de São Bento, cujo átrio é ponto de visita obrigatória. Está inteiramente forrado com azulejos (são “só” 20 mil…), uns em azul e branco representando cenas históricas e etnográficas, outros mais coloridos e dispostos num friso onde se conta a história dos meios de transporte.

Further up on the same street, the hall of the São Bento Railway Station is a must-see place. Its walls are totally covered with decorative tiles (“only” 20,000…); some are white and blue and represent historical and ethnographic scenes; others are more colourful and placed in a frieze, which tells the story of means of transport.

18 Estação de São Bento

Seguimos para a direita pela Rua Sá da Bandeira, passando pelo teatro e pelo Mercado do Bolhão, que continua em obras. O mercado temporário está a funcionar mais acima, nas instalações do centro comercial La Vie, ao pé da pequena (e também revestida com azulejos) Capela das Almas.

Turning right onto Rua Sá da Bandeira, we pass by the theatre and the Bolhão Market, which is still being revamped. The temporary market is operating further up the street, at the premises of the La Vie Shopping Centre, near the small (also covered with tiles) Chapel of the Souls.

 

Capela das Almas

Ao lado da capela passa a famosa Rua de Santa Catarina, que vamos descer. Ao chegar à Rua Formosa fazemos um pequeno desvio para ver (no número 279) a Pérola do Bolhão, uma mercearia que tem estado em actividade contínua desde 1917 e mantém a lindíssima fachada Arte Nova original feita pela Fábrica do Carvalhinho, de Gaia.

Right next to the chapel, we see the famous Rua de Santa Catarina, which we are going to stroll down. When we reach Rua Formosa, we take a small detour to see (at number 279) “Pérola do Bolhão”, a grocery store which has been continuously open to the public since 1917 and still maintains its exquisite and original Art Nouveau façade manufactured by Fábrica do Carvalhinho, a tile factory in Gaia.

Pérola do Bolhão

Continuamos a descer Santa Catarina, entre lojas e edifícios incaracterísticos intercalados com outros mais interessantes, e chegamos ao nosso destino final: o Café Majestic, mais uma jóia Arte Nova no Porto – e também mais uma “vítima” do crescimento do turismo nesta cidade. Aquele que foi em tempos um café apenas algo mais sofisticado do que os outros é agora um lugar da moda, dispendioso, com segurança à porta e por vezes com filas para entrar. Ainda assim, é de perder o amor ao dinheiro e visitar, nem que seja para tomar qualquer coisa simples. Aberto desde 1921 e renovado entre 1992 e 1994, o Majestic é sem sombra de dúvida o café mais bonito do nosso país e um dos mais belos do mundo. A fachada chama a atenção, mas o interior é ainda mais exuberante, com espelhos nas paredes e madeiras trabalhadas em formatos intrincados. Beber um café ou chá, lanchar, ou mesmo comer uma refeição maior (também funciona como restaurante) no ambiente sofisticado e único do Majestic é uma experiência de que vale a pena usufruir nem que seja uma vez na vida. A juntar a todas as outras experiências que o Porto nos proporciona.

We continue to head down Santa Catarina, passing by shops and uncharacteristic buildings mingled with more interesting ones, and we reach our final destination: the Majestic Café, another Art Nouveau jewel in Porto – and also another “victim” of the growth of tourism in this city. It was once a café that was slightly more sophisticated than others, but nowadays it is a fashionable place, expensive, with security guards at the door and sometimes with long queues of people who wish to get in. However, it is worth opening your purse and visiting this café, even if only to drink something. Open since 1921 and refurbished between 1992 and 1994, the Majestic Café is, without a shadow of a doubt, the most beautiful coffee shop café in Portugal and one of the most beautiful in the world. Its façade grabs the attention, but the inside is much more exuberant, with mirrors on the walls and intricately carved wood decorations. Having a coffee or tea, or even eating a more substantial meal (it is also a restaurant) surrounded by the unique, sophisticated atmosphere of the Majestic is an experience to enjoy at least once in a lifetime – in addition to all the other experiences that Porto has to offer.

20 Majestic

Majestic Café
https://www.cafemajestic.com/pt/Utilidades/Homepage.aspx
Rua Santa Catarina 112, 4000-442 Porto
Horário/Opening hours: de segunda a sábado 9h-23h  |  Monday to Saturday 9 am-11 pm
Informações/Information: telefone/telephone 222 003 887  email: info@cafemajestic.com
Reservas/Reservations: reservas@cafemajestic.com

 

Conhecer uma cidade tão rica como o Porto não se esgota, como é óbvio, em dois dias. Há muito mais para ver e fazer, mas deixo aqui apenas mais uma sugestão. Se tiverem um dia extra disponível, dediquem-no a Serralves. O museu, a casa e sobretudo o parque são fascinantes e merecem uma visita bem demorada. Serralves é mais um dos muitos encantos do Porto.

Getting to know a city as exciting as Porto will obviously take much longer than two days. There is much more to see and do, but I would like to leave you with one more suggestion. If you have an additional free day, save it for Serralves. The museum, the house and especially the park are fascinating and deserve an extended visit. Serralves is another one of the many charms of Porto.

 

(Este roteiro foi publicado pela primeira vez no website Fantastic)

 

Já seguem o Viajar Porque Sim no Instagram? É só clicar aqui ←

 

Leiam também: O mundo de Serralves

 

Outros posts com roteiros em Portugal | Other posts with itineraries in Portugal:

Roteiros de fim-de-semana em Portugal

Roteiro de fim-de-semana: entre a natureza e a História

Roteiro de fim-de-semana: das Terras do Demo à Serra da Estrela

Da Figueira a Aveiro, pela costa

À volta do Tejo

Regressar à pré-história no Alentejo

Um roteiro na Madeira / Itinerary in Madeira

Um roteiro no Alto Alentejo

 

Guardar no Pinterest

Dois dias no Porto.jpg