Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Museus de Londres

 

Há mil e uma razões para visitar Londres, e os museus são uma delas. No total, são mais de 200, para todos os gostos, e muitos são gratuitos. Estes são alguns dos meus favoritos.

 

Museus de Londres.jpg

 

 

VICTORIA & ALBERT MUSEUM

https://www.vam.ac.uk/

Cromwell Road, London SW7 2RL

 Victoria & Albert Museum (1).png

O V&A é sem dúvida o meu museu londrino preferido. É provavelmente o maior museu do mundo de artes decorativas e design, com uma colecção permanente com mais de 4,5 milhões de peças que abrangem 5000 anos de história e versam temas tão variados como moda e têxteis, fotografia, teatro, pintura, arquitectura, joalharia, cerâmica, mobiliário, vidraria. Há objectos da Europa medieval, renascentista e barroca, do Médio Oriente islâmico, da Ásia do Sul, do Japão, e ainda a colecção Gilbert, com cerca de 1200 belíssimos objectos feitos à mão, na sua maioria miniaturas em metais preciosos, esmalte ou mosaico.

 

Demasiado grande e denso para se ver todo de uma só vez, o melhor mesmo é visitá-lo de forma descontraída, passeando pelas salas sem rumo definido nem preocupações e descobrindo aos poucos as suas pequenas maravilhas.

 

Victoria & Albert Museum (2).JPG

Victoria & Albert Museum (3).JPG

Victoria & Albert Museum (4).png

Victoria & Albert Museum (5).png

Victoria & Albert Museum (10).png

 

Victoria & Albert Museum (9).png

 

Victoria & Albert Museum (8).png

 

Victoria & Albert Museum (7).png

 

Victoria & Albert Museum (6).JPG

Abre diariamente das 10 às 17.45, com horário alargado às sextas-feiras até às 22 horas. É gratuito, excepção feita às exposições temporárias, que são pagas. Tem um café com esplanada, e uma loja onde o difícil é não querer comprar tudo.

 

Fica aqui um dos muitos filmes do V&A disponíveis no YouTube, este em timelapse mostrando a montagem de uma exposição temporária – e que dá muito mais trabalho do que possamos imaginar.

 

 

 

THE NATIONAL GALLERY

https://www.nationalgallery.org.uk/

Trafalgar Square, London, WC2N 5DN

 

Uma das maiores e melhores colecções de pintura do mundo está alojada no emblemático edifício da National Gallery em Trafalgar Square. São mais de 2300 obras, executadas entre meados do séc. XIII e 1900, incluindo muitas de nomes famosos como Boticelli, da Vinci, Rubens, Monet, Van Gogh ou Degas, entre muitos outros pintores igualmente talentosos e conhecidos.

 

O próprio edifício, em estilo neoclássico, é um dos mais icónicos e fotografados de Londres.

 

National Gallery.JPGA National Gallery está aberta diariamente das 10 às 18 horas, com horário alargado às sextas-feiras até às 21 horas. É gratuito, excepção feita às exposições temporárias, que são pagas. Tem um restaurante, um café e um bar. Existem também três lojas que disponibilizam uma variadíssima selecção de livros de arte, postais, estampas e mais um sem-número de artigos relativos aos quadros do museu.

 

O museu organiza ainda inúmeras iniciativas e lança periodicamente vídeos no YouTube, como por exemplo este sobre as actividades ligadas à aprendizagem:

 

 

 

 

BRITISH MUSEUM

http://www.britishmuseum.org/

Great Russell Street, London WC1B 3DG

 

O British é um dos museus actualmente activos mais abrangentes no que toca à história e cultura da humanidade, e no seu acervo conta com cerca de oito milhões de obras. O Império Britânico estendeu-se a todos os continentes e este museu congrega grande parte dos achados arqueológicos e espólios que os britânicos foram juntando ao longo dos tempos. É impressionante a quantidade de objectos com origens no Antigo Egipto, por exemplo (que só tem rival, fora do próprio Egipto, na do Louvre), assim como a colecção da Antiguidade Clássica, onde se incluem fragmentos e esculturas do Parténon e do Mausoléu de Halicarnasso.

 

British Museum (1).JPGBritish Museum (2).JPGBritish Museum (5).pngBritish Museum (4).pngBritish Museum (3).png

  

British Museum (8).png

 

British Museum (7).png

 

British Museum (6).JPG

 

Tem várias dezenas de salas e é demasiado grande para se ver numa única visita, pois corre-se o risco de apanhar uma overdose e ficar com alergia a museus durante longos meses.

 

Abre diariamente das 10 às 17.30, com horário alargado às sextas-feiras até às 20.30 horas. É gratuito, excepção feita às exposições temporárias, que são pagas. Tem um restaurante e dois cafés. Existem ainda três lojas onde é possível encontrar um sem-número de objectos alusivos às peças que pertencem ao acervo do museu, qualquer deles excelente como prenda ou simples souvenir.

 

 

 

 

TATE BRITAIN

http://www.tate.org.uk/visit/tate-britain

Millbank, London, SW1P 4RG

 

A Tate Britain é a galeria que acolhe colecções de arte britânica datadas do séc. XVI até à actualidade. Embora com grande incidência na pintura, os trabalhos que exibe abrangem todo o espectro das artes visuais. Além das obras que pertencem à colecção própria, existem sempre exposições de colecções privadas e organizam mostras de trabalhos de autor. Um dos mais importantes espólios à guarda da Tate é constituído pelo legado de J.M.W. Turner (considerado o maior pintor inglês), o qual engloba 300 pinturas a óleo e vários milhares de esboços e aguarelas, incluindo todos os trabalhos que se encontravam no estúdio do pintor aquando da sua morte em 1851. As obras de Turner são mostradas ao público num espaço especial, a Clore Gallery, em exposições que vão mudando de tempos a tempos.

 

Tate Britain (1).png

 

Tate Britain (9).JPG

 

Tate Britain (3).JPG

 

Tate Britain (7).png

 

Tate Britain (8).JPG

 

Tate Britain (6).JPG

 

Tate Britain (5).JPG

 

Tate Britain (4).JPG

 

A Tate Britain abre diariamente das 10 às 18 horas. É gratuito, excepção feita às exposições temporárias, que são pagas. Tem um restaurante e um café, além de duas lojas onde podemos comprar livros e estampas com excelentes reproduções de obras de arte que fazem parte da colecção do museu, entre inúmeros outros artigos inspirados em obras artísticas.

 

 

 

TATE MODERN

http://www.tate.org.uk/visit/tate-modern

Bankside, London SE1 9TG

 

Instalado na antiga estação de produção de energia de Bankside, na margem do Tamisa oposta à Catedral de S.Paulo, o Tate Modern é actualmente um dos marcos incontornáveis de Londres, apesar de apenas ter sido inaugurado no ano 2000. Imponente tanto no exterior como no interior, oferece aos visitantes sete pisos onde estão expostas obras de arte moderna criadas a partir de 1900 até aos nossos dias.

 

O fantástico e variado acervo do museu, que inclui obras de nomes grandes como Picasso, Dalí, o (meu muito apreciado) Mondrian, Monet ou Miró, entre tantos outros, é exposto rotativamente em exposições temáticas que permitem aos visitantes explorar, vivenciar ou investigar obras de arte criadas em articulação com as grandes questões do mundo moderno, desde as sociais às políticas, passando por temas mais comezinhos.

 

Tate Modern (2).JPG

 

Tate Modern (1).JPG

 

Tate Modern (4).JPG

 

Tate Modern (5).JPG

 

Tate Modern (3).JPG

 

O museu organiza também regularmente eventos de vários tipos, como palestras, workshops, mostras de filmes e etc.

 

 

 

O Tate Modern está aberto de domingo a quinta das 10 às 18 horas, e às sextas e sábados das 10 às 22 horas. É gratuito, com excepção de algumas exposições temporárias que são pagas. Tem sete locais onde é possível comer ou tomar uma bebida, sendo um deles um restaurante com uma vista esplêndida sobre Londres. As suas duas lojas oferecem uma selecção de livros e outros produtos especialmente escolhidos, incluindo peças de design, joalharia e estampas.

 

 

 

THE DESIGN MUSEUM

http://designmuseum.org/

224-238 Kensington High Street, London W8 6AG

 

Situou-se durante muitos anos na zona de Shad Thames, perto da Tower Bridge, tendo mudado em finais de 2016 para novas instalações no bairro de Kensington, mesmo à entrada do Holland Park – o edifício dos anos 60 que em tempos alojou o Commonwealth Institute foi profundamente remodelado para se adaptar às tendências do séc. XXI (uma boa parte dos fundos para esta mudança foram doados pelo famoso designer Terence Conran) e permite agora que o Museu do Design disponibilize a quem o visita não só mais espaço expositivo, como também um leque mais amplo de actividades colaterais e um centro criativo que promove a inovação e alimenta talentos emergentes do design e da arquitectura.

 

Design Museum (1).JPG

 

 

A colecção do museu inclui objectos de design importantes para a evolução do mundo moderno e conta-nos histórias da produção industrial inovadora desde o séc. XIX até hoje. Abrange todas as vertentes do design, desde a arquitectura à moda ou ao transporte, passando pelo design gráfico e os formatos digitais e multimédia. O museu possui e continua a adquirir desde peças-chave que são exemplos marcantes do design de tempos passados até objectos relacionados com os processos de produção, como sejam ferramentas, desenhos e protótipos, maquetes ou modelos finais.

 

Design Museum (3).png

 

Design Museum (5).JPG

 

Design Museum (4).JPG

 

Design Museum (2).JPG

 

Abre diariamente das 10 às 18 horas, com horário alargado na primeira sexta-feira de cada mês até às 20 horas. É necessário pagar para ver as exposições temporárias, mas a exposição permanente do seu acervo é gratuita. Tem um bar/café/restaurante e uma loja onde são vendidos livros sobre design e objectos de marcas conhecidas e de designers em ascensão.

 

 

NATIONAL MARITIME MUSEUM

https://www.rmg.co.uk/national-maritime-museum

Park Row, Greenwich, London SE10 9NF

 

Incluído nos grupo dos Museus Reais de Greenwich, é possivelmente o maior museu do mundo no seu género e possui mais de 2 milhões de artigos e objectos, onde se incluem mapas, manuscritos, modelos de navios, instrumentos astronómicos e de navegação e tudo o mais que possa estar relacionado com as artes marítimas.

 

National Maritime Museum (1).JPG

National Maritime Museum (4).JPG

 

National Maritime Museum (3).JPG

 

National Maritime Museum (2).JPG

 

O museu demorou 10 anos a ser instalado. Abriu ao público em 1937, um ano depois da morte do famoso poeta britânico Rudyard Kipling, que lhe escolheu o nome. Tem actualmente 10 galerias diferentes, quatro das quais foram abertas há pouco tempo, uma biblioteca e um arquivo.

 

Ir a Greenwich visitar este museu tem também outros “benefícios” associados. Um deles é a possibilidade de ir de barco, actividade definitivamente turística mas que aconselho a quem nunca viu Londres a partir do rio. Os outros são conhecer o enorme e esplêndido Parque de Greenwich e o Observatório de Greenwich – o local onde passa o famoso meridiano 0, a partir do qual são numerados todos os outros e estabelecidos os fusos horários do nosso mundo.

 

National Maritime Museum - Royal Observatory.JPG

 

É possível visitar o National Maritime Museum todos os dias das 10 às 17 horas e a entrada é gratuita. Disponibiliza dois espaços de refeição; um deles - o Parkside Café & Terrace - ocupa dois pisos do museu e o seu terraço oferece vistas panorâmicas sobre o Parque.

 

 

 

 Partilhar no Pinterest

 

Museus de Londres.png