Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Lugares em preto e branco - 9

 

Portugal

 

A CALÇADA PORTUGUESA

 

Adorada por uns e injuriada por outros, a calçada portuguesa não deixa ninguém indiferente. Herança histórica da cultura e da tecnologia de construção dos romanos, fomos nós, os portugueses, que lhe demos vida e características especiais, e a espalhámos pelo mundo, sendo reconhecida e apreciada internacionalmente como uma manifestação bem-sucedida da nossa cultura. Onde quer que encontremos pavimentos calcetados com paralelepípedos de pedra branca e negra formando desenhos, podemos ter a certeza de que a inspiração e a ideia partiram daqui, do nosso rectângulo à beira-mar plantado.

calçada portuguesa 10.jpg

 

Tal como toda a expressão artística que se preze, na arte calceteira existem vários tipos de aplicações de pedra. Entre eles, há que notar a distinção entre “calçada à portuguesa” e “calçada portuguesa”. Nesta última, a mais utilizada desde meados do séc. XX, as pedras são cortadas em cubos e colocadas de forma regular e diagonalmente em relação à borda dos passeios, enquanto na calçada à portuguesa as pedras tem forma, tamanho e modo de aplicação irregulares.

calçada portuguesa 1.jpg

 

calçada portuguesa 2.jpg

 

calçada portuguesa 3.jpg

 

Embora a técnica fosse largamente utilizada no nosso país desde o séc. XIV, só perto de meados do séc. XIX é que a calçada portuguesa, tal como hoje a conhecemos, surgiu e se popularizou. E onde? Em Lisboa, pois claro, mais especificamente no Castelo de S.Jorge e seus arredores, por ordens do governador da fortaleza e pelas mãos dos presidiários ali encarcerados, que revestiram os pavimentos circundantes com pedras brancas e pretas intercaladas, formando ziguezagues. O sucesso da obra foi tal que em breve os espaços de passeio de Lisboa passaram a ser todos calcetados deste modo.

calçada portuguesa 4.jpg

 

calçada portuguesa 7.jpg

 

calçada portuguesa 8.jpg

 

Apesar de associarmos quase sempre a cor preta da pedra ao basalto, a verdade é que na calçada portuguesa são habitualmente utilizados o calcário branco e o negro. O basalto apenas é usado nas ilhas, onde existe em abundância e se torna mais económico, pois é um material muito mais duro e difícil de trabalhar.

calçada portuguesa 5.jpg

 

calçada portuguesa 6.jpg

 

calçada portuguesa 9.jpg

 

De Portugal para o mundo, hoje a calçada portuguesa marca presença em muitas cidades: Rio de Janeiro, S.Salvador da Baía, Luanda, Maputo, Macau, e – pasme-se! – até mesmo em Nova Iorque e Pequim. Mas é ainda e sempre em Lisboa que ela conhece o seu maior esplendor e variedade de padrões e onde tem, por reflectir intensamente a luz que recebe, uma grande quota-parte na responsabilidade da aura da cidade branca.

 

calçada portuguesa 11.jpg

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.