Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Lugares em preto e branco - 5

 

Flores, Açores, Portugal

 

A LAGOA NEGRA

 

A ilha das Flores é uma das ilhas açorianas menos conhecidas e visitadas, em parte devido à grande distância a que se encontra do continente europeu, mas também por ser uma das ilhas mais pequenas e menos divulgadas turisticamente. Os seus pouco mais de 140 km2 são maioritariamente montanhosos e uma das suas características mais interessantes são as enormes falésias que contornam toda a costa, interrompidas aqui e ali por uma fajã. Talvez precisamente por ser uma ilha de acesso menos fácil e não danificada pelo turismo de massas, a sua beleza natural mantém-se praticamente inalterada e impoluta. E beleza natural é algo em que as Flores é extremamente abundante.

 

Toda a ilha pertence desde 2009 à Rede Mundial de Reservas da Biosfera da UNESCO, precisamente pela sua natureza bem conservada, com grande abundância de floresta Laurissilva, pelos aspectos paisagísticos, geológicos, ambientais e culturais, e também pela área marinha adjacente.

 

A origem vulcânica da ilha é evidente, e na caldeira de um dos seus vulcões primordiais está alojado um conjunto de sete lagoas, todas elas belíssimas e diferentes entre si. A cada uma foi atribuído um nome de acordo com as suas características, e apesar de algumas se encontrarem bastante próximas de outras, cada uma tem um ambiente muito específico e único.

Lagoa Negra 1.jpg

 

Lagoa Negra 4.jpg

 

No centro da ilha, a uma altitude de cerca de 630 metros e facilmente acessível de carro, encontra-se a Lagoa Negra. O nome provém da cor das suas águas, escuríssimas devido à grande profundidade desta lagoa: 110 metros. Tem um formato substancialmente redondo, e impressiona pela sua vastidão. Este cone vulcânico bem conservado alberga uma enorme variedade de plantas endémicas, e no Verão as suas margens cobrem-se de azul, a cor dos maciços de hortênsias que inundam toda a ilha. É um lugar de inegável beleza e absolutamente tranquilo, onde ainda é possível estar em pleno contacto com a natureza e relaxar.

Lagoa Negra 2.jpg

 

Lagoa Negra 3.jpg

 

 

  (publicado na rubrica Viagens da revista Inominável nº 10)

 

 

2 comentários

Comentar post