Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Passear a pé - Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo

 

Passear a pé é uma das minhas actividades favoritas, sobretudo em ambiente natural. Além de ser saudável, é distrativo e areja a cabeça, o que faz maravilhas pelo meu estado de espírito. Estou sempre à procura de novos percursos, mesmo que sejam longe de onde vivo, e há pouco tempo fui conhecer um dos projectos portugueses de arquitectura paisagista mais premiados internacionalmente: o Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo, entre Alverca e a Póvoa de Santa Iria.

Passear a pé I - O Parque Linear Ribeirinho do Es

 

O Parque ocupa uma área de 14 hectares numa área onde antes existiam terrenos agrícolas e industriais, e oferece vários percursos para passear, entre passadiços de madeira e trilhos de terra batida.

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (2).

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (1).

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (39)

 

Os trilhos são utilizáveis por peões e bicicletas e no total têm quase 6 km de comprimento, grande parte dos quais junto ao Tejo e a ribeiras que lhe estão ligadas.

 

Parque Linear Ribeirinho - folheto.jpg

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (16)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (25)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (28)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (29)

 

A vegetação é predominantemente rasteira, típica do sapal do estuário do Tejo, com gramíneas e caniços, e praticamente sem árvores – ideal para podermos aproveitar a relaxante e pacífica vista do rio, numa enorme extensão.

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (19)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (22)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (23)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (30)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (21)

 

Para quem gosta de aves (como é o meu caso, sobretudo quando estão em liberdade!), o Parque é um manancial de entretenimento. Há inúmeros patos, as sempre presentes gaivotas, e uma enorme população de guinchos. Nas zonas de areia vêem-se pilritos e maçaricos-das-rochas. E as ribeiras fervilham de vida. As felosas são às dezenas, e de vez em quando conseguimos ter um vislumbre de uma qualquer tímida galinha-d’água. Aqui e ali, no meio do verde da erva, emerge o pescoço branco e comprido de uma garça-boieira, movendo-se com aquele balanço quase hipnótico tão típico delas.

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (9).

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (24)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (41)

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (34)

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (31)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (32)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (33)

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (35)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (38)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (27)

Uma das opções para visitar o Parque poderá ser a partir da estação de comboios de Alverca e percorrendo o Trilho da Estação, que termina no extremo norte do Trilho da Verdelha. Daí segue-se junto à ribeira com o mesmo nome até chegar ao observatório de aves, onde começam os Trilhos do Forte da Casa e o do Tejo – mais curto, mas sem dúvida o mais espectacular: 730 metros de passadiço de madeira sobre o dique, com o rio ao lado e uma paisagem a perder de vista.

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (36)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (40)

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (26)

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (4).

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (20)

 

Outra possibilidade, talvez a mais simpática, será deixar o carro no estacionamento da Praia dos Pescadores. É aqui que se situam as infra-estruturas de apoio e recreio principais: um parque de merendas, um café, casas-de-banho, zonas para jogos e o Centro de Interpretação Ambiental e da Paisagem.

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (5).

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (6).

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (7).

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (14)

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (18)

 

Em jeito de esculturas, foram espalhadas pelo espaço da Praia dos Pescadores várias peças em ferro pertencentes ao espólio do estaleiro da Somague, e ao lado da praia, “encalhadas” no lodo, há várias embarcações desactivadas.

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (8).

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (15)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (12)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (13)

 

Apesar de os trilhos não serem nem extensos, nem cansativos – são planos na sua quase totalidade - reservem pelo menos uma manhã ou uma tarde inteira para conhecer o Parque; a paz do lugar não condiz com pressas, e são muitos os motivos para parar durante o passeio. 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (11)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (17)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (41)

 

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (37)

 

Agora que já temos luz diurna durante mais horas e (dizem os senhores do tempo) vêm aí uns quantos dias de sol, fica aqui a minha sugestão para um passeio a pé tendo como cenário o pouco conhecido sapal do estuário do Tejo.

Parque Linear Ribeirinho do Estuário do Tejo (3).