Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Viajar. Porque sim.

Paixão por viagens, escrita e fotografia

Istambul é...

 

Istambul é única. Numa margem do Bósforo, a Europa, na outra a Ásia. Nas ruas a tradição mistura-se com a tecnologia, o turismo coabita com o ritmo próprio de uma grande cidade, o esplendor arquitectónico ofusca os atentados visuais.

Istambul é mágica. A linha do horizonte ao lusco-fusco é fascinante, os monumentos iluminados na noite escura parecem surreais, os reflexos do sol na água são mesmerizantes.

Istambul é mística. Pelos monumentos religiosos que se sobrepõem ao resto da paisagem, pelas vestes mais tradicionais que se destacam na multidão, pelos cheiros tradicionais que fogem dos restaurantes e bazares.

Istambul é buliçosa. Nos vendedores de tudo que nos chamam para discutir preços, nos pescadores que enchem de canas a ponte de Gálata, nos barcos de todos os géneros que enxameiam o Bósforo.

Istambul é opulenta. Em Hagia Sophia, no Harém de Topkapi, na Mesquita de Solimão, na Cisterna Yerebatan, no Palácio de Dolmabahçe, em tantos outros sítios.

Istambul é bela, fascinante, envolvente. É uma cidade de muitos adjectivos, mas nenhum suficiente para a descrever.

Istambul é indefinível.

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post